CENTRAL DE ATENDIMENTO

8:30h às 12:30h.

últimas Notícias

Fique por dentro das notícias da Desenbahia

  • 05/07/2018 - 09:38

    ABDE lança campanha nas redes em apoio ao Sistema Nacional de Fomento

    Gostei Não Gostei

A intenção é apresentar a Carta de Posicionamento da Associação, que será entregue aos candidatos à Presidência da República, e firmar no calendário a data de 5 de julho como o “Dia do Sistema Nacional de Fomento” (#euapoioSNF)

 

A Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) inicia uma ação em suas redes sociais para promover o Sistema Nacional de Fomento (SNF). Intitulado #euapoioSNF, o movimento quer dar visibilidade à Carta de Posicionamento da ABDE, documento inédito que será apresentado aos candidatos à Presidência da República e defende políticas públicas voltadas para o segmento como um caminho para a recuperação econômica brasileira e para o crescimento sustentável. A intenção é firmar no calendário o dia 5 de julho como uma data para dar visibilidade as instituições financeiras de desenvolvimento.

 

De acordo com o documento, é preciso reconhecer que o Brasil possui uma rede consolidada de fomento e, neste contexto, ele propõe o alinhamento das políticas econômicas junto ao SNF para definição de ações para o avanço socioeconômico do país. A Carta foi construída com base em entrevistas com os 31 associados da ABDE – bancos de desenvolvimento regionais e estaduais, bancos públicos federais e agências de fomento, bancos comerciais com carteira de desenvolvimento, bancos cooperativos, além da Finep e do Sebrae.

 

Estas instituições são responsáveis por mais de 54% de todas as operações de crédito do sistema financeiro brasileiro. De acordo com dados do Banco Central, em comparação ao sistema financeiro privado as instituições do SNF estão mais comprometidas com a oferta de crédito, mobilizando parcela mais representativa de seus recursos para essa finalidade – enquanto nos bancos de desenvolvimento este índice chega a 81% de todas as operações realizadas, nos bancos privados são apenas 31%. Além disso, o Sistema Nacional de Fomento responde pela maior parte do financiamento produtivo do país, com 78% de todas as ações nessa área.

 

Por isso, a Associação acredita que o SNF desempenhará papel crucial para que o país aumente sua taxa de investimento, que atualmente está em uma de suas mais baixas taxas da história, com 15%, e tem condições de ser ampliada até 25%. A Carta defende ainda que o desenvolvimento regional é uma importante e desafiadora meta nacional, devendo o governo federal alinhar a política nacional com as particularidades e diferenças de cada política regional.

 

Para impulsionar essa ideia, nos próximos dias serão feitos posts nas redes sociais da Associação, com dados que reforçam a importância dessas instituições no contexto da retomada do crescimento sustentável do país, culminando com uma postagem coletiva da Carta de Posicionamento no dia 05 de julho nos canais de comunicação (perfis em redes sociais e sites corporativos) das instituições que compõem o SNF. Nos próximos meses, também estão previstas agendas com os assessores econômicos das campanhas presidenciais e encontros com os próprios candidatos.




Gostei Não Gostei

Comente esta notícia